Temperaturas Abaixo da Média Sinalizam POssível La Niña

O El Niño se dissipou e as condições ENSO-neutras voltaram durante o mês passado, conforme indicado pelas temperaturas da superfície do mar (TSM) quase ou abaixo da média em todo o leste do Oceano Pacífico equatorial

Excetuando-se a região mais a oeste Niño-4, os índices Niño ficaram próximos de zero até o final de maio. As temperaturas subsuperficiais abaixo da média continuam e se estenderam para a superfície até o leste do Pacífico equatorial. Pela primeira vez em 2016, as anomalias atmosféricas ao longo do Oceano Pacífico tropical também foram consistentes com as condições ENSO-neutras.


Os índices de Oscilação Sul tradicionais e equatorial estavam perto de zero, enquanto os ventos superiores e de nível inferior ficaram ambos perto da média na maior parte do Pacífico tropical. A convecção também ficou perto da média sobre o Pacífico tropical central e na maior parte da Indonésia. Coletivamente, estas anomalias atmosféricas e oceânicas refletem uma transição do El Niño para as condições ENSO-neutras.


Muitos modelos favorecem o La Niña (a média dos 3 meses do índice Niño-3.4 menor ou igual a -0,5° C) durante a primavera no Hemisfério Sul. No entanto, a maioria dos modelos dinâmicos indicam que o início do La Niña durante o inverno no Hemisfério Sul, que é ligeiramente favorecido pelo consenso dos previsores.


Em contraste, muitos modelos estatísticos favorecem uma data de início mais tardia, com cerca de metade indicando a persistência de condições ENSO-neutras durante o verão. Neste momento, os meteorologistas estão se inclinando na direção de uma fraca ou moderada La Niña se este evento se formar.


No geral, as condições ENSO-neutras estão presentes e o La Niña poderá se desenvolver durante o inverno no hemisfério sul de 2016, com cerca de 75% de chances do La Niña durante a primavera e o verão de 2016-17.


Fonte: NOAA




Notícias em Destaque