Toledo vence um uma grande final Brasileira

October 30, 2015

 

 

 

Filipe Toledo é o campeão em Supertubos. Foi com uma final 100 % brasileira que terminou nesta sexta-feira o Moche Rip Curl Pro Portugal 2015. Toledo deu um verdadeiro festival aéreo ao longo do último dia, com o auge a acontecer mesmo na bateria decisiva, onde derrotou o compatriota Italo Ferreira. Uma final explosiva e emocionante, que resultou na terceira vitória da temporada para Toledo.

 

Na bateria decisiva, Toledo abriu da melhor forma possível, com a segunda nota 10 do campeonato, após apanhar uma longa direita onde aplicou dois aéreos reverses de frontside pelo caminho. Até final, a jovem estrela brasileira prosseguiu com o seu show privado e foi aumentado o score e tornando a missão de Italo cada vez mais impossível. Os 17,83 pontos somados logo no início dos 35 minutos da final colocaram o compatriota em combinação. Foi já na reta final que Italo respondeu com um aéreo reverse de backside absurdo e recebeu um 9,93. A tensão instalou-se, com Toledo ainda a aumentar o seu score para 17,83 e a segurar o triunfo, contra os 17,13 do adversário.

 

Italo Ferreira também brilha em Portugal e fica em segundo. Foto: WSL / Poullenot

 

Com este triunfo Toledo ascende ao 2.º posto do ranking mundial, ficando a apenas míseros 200 pontos da liderança de Mick Fanning e com mais 250 do que Adriano de Souza, que desceu ao 3.º posto após Peniche. A luta vai assim mais renhida que nunca para a última etapa do Tour, no Havai. E só não vai mais ainda porque Italo Ferreira fez questão de eliminar o campeão mundial Gabriel Medina com uma performance estrondosa nos quartos-de-final, onde somou 18,27 pontos e o melhor tubo do dia, perante a visível insatisfação de Medina na água – esmurrou a prancha - e do seu padrasto Charles no palanque.

 

 

Gabriel Medina termina em quinto lugar em Peniche, Portugal. Foto: WSL / Poullenot

 

 

Ainda assim, este cenário deixa Medina também com hipóteses de renovar o título mundial no Havai. O campeão mundial está a 4550 pontos de Fanning e depende daquilo que o trio da frente conseguir fazer na última etapa.  Owen Wright e Julian Wilson também continuam com a matemática do seu lado - mas, talvez, só mesmo a matemática... Quanto a Italo, que precisava de vencer a final para também ficar na luta matemática, esta reta final ilustra bem a sensacional temporada do surfista potiguar, que se afirma, muito provavelmente, como o etapa da década.

 

Depois de muita incerteza e mudanças nas previsões, o dia final que era previsto para sábado aconteceu mesmo hoje. Após uma primeira parte da ação de manhã, seguiu-se uma pausa e à tarde a prova retomou para a fase de todas as decisões. As ondas até podem não ter sido as mais impressionantes que já se viu em Supertubos em termos de perfeição, mas a emoção e os scores altos não faltaram. O que se previa uma etapa tubular acabou por ser um festival de aéreos. Supertubos foi “Superturbos”. Mas também foi a prova do domínio atual dos brasileiros no surf mundial. Dois aqui na final. E três bem posicionados na luta pelo título.

 

 

Resultado do Rip Curl Pro Portugal 2015

 

1 Filipe Toledo (BRA)

2 Italo Ferreira (BRA)

3 Brett Simpson (EUA)

3 Vasco Ribeiro (POR)

5 Gabriel Medina (BRA)

5 Joel Parkinson (AUS)

5 Frederico Morais (POR)

5 Jeremy Flores (FRA)

 

Veja a nota 10 de Filipe Toledo

 

 

Veja a nota 9.93 de Italo Ferreira

 

Please reload

Notícias em Destaque

KLS Safe Surf - Surf Sem Chave

20 Feb 2019

1/5
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo