Billabong Pro Tahiti: Medina vence John John no heat do ano

August 18, 2015

 Medina foi o herói do dia e relembrou às fãs quem é o campeão em título. Foto: WSL

 

 

A emoção continua a crescer em Teahupoo e desta vez não faltou o drama ao acompanhar o espetáculo. Esta segunda-feira ofereceu novamente condições tubulares, mas não tão fáceis como na véspera. Pelo menos para alguns... Pois o heat mais aguardado teve uma arena digna desse nome. Entre as eliminações surpresa dos dois primeiros do ranking, assistiu-se ao grande candidato a heat do ano, com Gabriel Medina a bater mais uma vez John John Florence. Foi um dia curto, mas onde os motivos de interesse não faltaram.

 

Teahupoo já começou assim a fazer estragos, num dia onde o rumo parece ter invertido. Os brasileiros não tinham estado tão bem nas primeiras rondas mas foram eles os grandes destaques dos apenas oito heat realizados desta 3.ª ronda – quatro ficaram por realizar-se. No total foram cinco os brasileiro a seguir em frente e os dois que ficaram pelo caminho foram eliminados por... Compatriotas. Menção também para o domínio dos goofys, que venceram seis dos oito heats disputados – apenas Filipe Toledo e Aritz Aranburu foram à exceção à regra.

 

Mas a grande notícia acabou mesmo por ser a eliminação do líder do ranking, assim como do vice-líder, o que deixa em aberto a possibilidade de uma nova lycra amarela. Ambos caíram frente a surfistas que não são do Tour e em heats de sentido único. Adriano de Souza foi batido pelo compatriota e amigo Bruno Santos, que após o final do heat fez questão de confortá-lo. Mick Fanning foi atropelado por Aritz Aranburu. O basco conseguiu infringir mais danos colaterais no australiano que o famoso tubarão de J-Bay.

 

Agora, tudo está nas mãos – ou talvez esteja nos pés – de Julian Wilson. O australiano vai entrar em cena no último heat desta ronda. Se vencer é líder virtual do ranking. Mas pela frente terá o experiente CJ Hobgood, que este ano já deu espetáculo nas bombas de Chopes. Outro dos que tem a mira na liderança é Filipe Toledo, que já está na 4.ª ronda e que esteve em grande plano no dia de ontem. A jovem estrela brasileira parecia ser o top menos encontrado com as esquerdas taitianas, o que parecia anunciar que ele seria o primeiro alvo a cair, mas os 16,97 pontos com que serviu Brett Simpson logo no heat inaugural do dia, contrariam essa tendência.

 

Estas eliminações precoces de Mineiro e Fanning podem também servir para as aproximações de Owen Wright e, sobretudo Kelly Slater, ao topo. Ou seja, isto teve o condão de animar e complicar ainda mais as contas pelo título. O ano de 2015 vai, definitivamente, ter as contas feitas por baixo, tal a irregularidade dos homens da frente. Owen já se adiantou e protagonizou uma das melhores performances do dia. Com uns incríveis 18,23 pontos ultrapassou um complicado Dust Payne e garantiu vaga na 4.ª ronda, para além de mostrar que é um dos surfistas mais letais nesta onda. Já Slater precisa ainda de derrotar Sebastian Zietz no heat 10 da 3.ª ronda para agradecer esta "borla" dada pelos da frente.

 

Mas falemos do grande momento do dia. Assim que a grelha de heats ficou definida não se falava de outra coisa. Gabriel Medina ia enfrentar John John Florence. Um duelo que só é possível nesta fase por ambos estarem em posições baixas no ranking. As expectativas eram enormes, mas ao contrário do aguardado heat de J-Bay entre Medina, Fanning e Slater, aqui nada foi defraudado. Aliás, as expectativas foram largamente superadas, com um festival de tubos e notas acima dos 9 pontos. O duelo foi tão intenso, equilibrado e espetacular que só foi decidido já perto do final. Medina foi o mais lutador e inconformado da bateria e superou o domínio inicial de John John com um tubo bem comprido, que foi pontuado em 9,57 pontos.

 

Com um total de 19 pontos (9,73 e 9,27) o campeão mundial em título serviu mais uma derrota ao arquirrival – só no ano passado foram seis duelos favoráveis a Medina. Florence ficou-se "apenas" pelos 18,84 pontos (9,57 e 9,27). Ambos descartaram um 9,07. O havaiano teria vencido qualquer outro heat desta ronda com um score destes, até mesmo o de Owen Wright. Isto mostra bem o quão explosivo foi o heat. Foi o próprio Slater a afirmar nas redes sociais que esta foi a bateria do ano. Um duelo entre dois dos seus surfistas favoritos, que o levou a questionar se não poderiam avançar os dois na competição... Era bem visto, Kelly!

 

Entre tantos heats emotivos houve ainda espaço para Kai Otton bater o compatriota Bede Durbidge, numa bateria que apenas serviu de aquecimento para o que estava para vir. Depois vimos o rookie Italo Ferreira dar sequência ao seu grande momento e bater o compatriota Jadson Andre. O jovem brasileiro somou 16,10 pontos e quem olha para ele a competir só pode pensar que ele já cá andou em anos anteriores disfarçado de outro surfista qualquer, tal é a eficácia demonstrada. Por fim, para fechar a ronda, mais um brasileiro e mais um goofy, com Wiggolly Dantas a sovar Matt Wilkinson.

Por entrar na água ficaram Kelly Slater, Josh Kerr, Julian Wilson e Joel Parkinson, nomes que ainda podem ter algo a dizer no evento. Para a 4.ª ronda estão já definidos alguns confrontos. No heat 1 Toledo terá pela frente os goofys australianos Kai Otton e Owen Wright. Enquanto no segundo heat teremos um trio goofy e brasileiro em disputa. Medina, Italo e Bruninho. Quem levará a melhor? É só mais um motivo para nos manter colados à ação. Mas é provável que tenhamos que esperar mais um dia para ver os melhores do Mundo regressarem à água, pois as condições vão começar a piorar.

 

Billabong Pro Tahiti Round 3 Results:

 

 

Heat 1: Filipe Toledo (BRA) 16.97 def. Brett Simpson (USA) 12.50

 

Heat 2: Kai Otton (AUS) 13.13 def. Bede Durbidge (AUS) 12.00

 

Heat 3: Owen Wright (AUS) 18.23 def. Dusty Payne (HAW) 15.70

 

Heat 4: Italo Ferreira (BRA) 16.10 def. Jadson Andre (BRA) 9.83

 

Heat 5: Gabriel Medina (HAW) 19.00 def. John John Florence (HAW) 18.84

 

Heat 6: Bruno Santos (BRA) 16.20 def. Adriano de Souza (BRA) 13.70

 

Heat 7: Aritz Aranburu (ESP) 15.17 def. Mick Fanning (AUS) 6.67

 

Heat 8: Wiggolly Dantas (BRA) 16.83 def. Matt Wilkinson (AUS) 8.66

 

 

 

 

Upcoming Billabong Pro Tahiti Round 3 Match-Ups:

 

Heat 9: Josh Kerr (AUS) vs. Adrian Buchan (AUS)

 

Heat 10: Kelly Slater (USA) vs. Sebastian Zietz (HAW)

 

Heat 11: Jeremy Flores (FRA) vs. Joel Parkinson (AUS)

 

Heat 12: Julian Wilson (AUS) vs. C.J. Hobgood (USA)

 

 

 

Fonte: SurfPortugal

 

Please reload

Notícias em Destaque

KLS Safe Surf - Surf Sem Chave

20 Feb 2019

1/5
Please reload

Notícias Recentes
Please reload

Arquivo